Do baú

14 de Setembro de 2011 § 2 comentários

 

 

 

 

 

 

Aqui está uma ideia que já muitas agências tiveram mas que ainda nenhuma (ou quase nenhuma) tinha posto em prática: publicar campanhas chumbadas pelos clientes. Anúncios que nunca foram para o ar porque os anunciantes não os quiseram comprar. É por fazer tão pouco sentido que é uma iniciativa tão louvável. O sensato morreu de chato. Além disso, boa parte do trabalho feito nas agências vai para o lixo, e assim sempre fica a um honroso meio caminho.

Tagged:

§ 2 Responses to Do baú

  • No seu primeiro livro o Neville Brody fez isso em que assume que mais de metade dos projectos que lá aparecem não viram a luz do dia porque foram chumbados. Não obstante são lá colocados por representarem melhor que outros os princípios que ele defende graficamente em comunicação. O Stefan Sagmeister seguiu-lhe as pegadas no livro que tem o cão na capa.

  • mfc diz:

    É bem capaz de haver coisas bem engraçadas nesse baú… escondido!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Do baú at cooopy paste.

meta

%d bloggers like this: